20 de outubro de 2009

De volta à tona

Um assunto debatido no blog à seis meses, será que teríamos alguma opinião a mais:

Bombeiro Comunitário

Paiçandu está com mais de 40 mil habitantes, junto desse crescimento, surge a necessidade de implantar ações e medidas para o bem estar da população: e já está mais que na hora de termos um grupamento de Corpo de Bombeiros.
Não sei se já existe por parte do poder público alguma direção neste sentido, mas porque não implantar aqui um Bombeiro Comunitário, projeto que já existe em muitos municípios, e é uma parceria com o Governo Estadual. Segundo site da
Defesa Civil, compete ao Município interessado disponibilizar uma área para instalar o posto, dez (10) funcionários que comporão a equipe de emergência da cidade, arcar com as despesas trabalhistas dos funcionários, água, luz, telefone, manutenção do posto e da viatura e custeios em geral.
Seria este um investimento alto demais para as contas de nosso município?


Anônimo disse...

o investimento desse tipo de serviço não é carro e nem o Municipio ficará desfalcado de verbas para ouros tipos de gastos, caro é perder casas e principalmente vidas por falta de compreender as reias necessidades da população.
Anônimo disse...
Pra clarear um pouco as idéias... Já era pra esse bombeiro comunitário ter saído com os primeiros do Paraná, mas o ex-prefeito decidiu desistir da idéia. Agora vamos esperar que o atual, ao invés de fazer "farra do boi" com o dinheiro do povo, preste atenção naquilo que a população realmente necessita. Não é somente pão e circo não.
Anônimo disse...
NÃO SERIA QUESTÃO DE SER CARO OU BARATRO A QUESTÃO É QUE O ESTADO JOGA TUDO PARA OS MUNICÍPIOS. A CONSTITUIÇÃO É CLARA, SEGURANÇA É OBRIGAÇÃO DO ESTADO E SE NÃO TIVER POLÍTICOS DE PEITO PARA EXIGIR ESTAS MELHORIAS CONTINUARÁ POR MUITO TEMPO COMO ESTÁ. sOMOS 40 MIL HABITANTES, SERÁ QUE NÃO MERECEMOS UMA UNIDADE DO BOMBEIRO ESTADUAL? O CUSTO DE 12 MEMBROS BANCADO PELO MUNICÍPIO EXTRAPOLARÁ OS LIMITES DO ÍNDICE DE DESPESAS COM PESSOAL, ESTA É A QUESTÃO.
Anônimo disse...
É SÓ DISPENSAR ESTES CARGOS DE CONFIANÇAS QUE NÃO FAZEM NADA E SOBRA DINHEIRO, EX-PREFEITO GANHANDO QUASE OU MAIS DE 3 MIL POR MES, EX-SORVETEIRO QUE NAO ENTENDE NADA GANHANDO 3 PAUS, EX-FARMACEUTICO FALIDO GANHANDO 3 CONTOS, UM TAL DE PEZÃO GANHANDO 1.200, UM TAL DE FERRARI GANHANDO 3 MIRREIS, E DEPOIS VEM FALAR QUE NÃO TEM DINHEIRO PRA MONTAR UM GUARNIÇÃO DO CORPO DE BOMBEIROS, MANDA ESTES VAGABUNDOS EMBORA E SOBRA DINHEIRO E MUITO.
Anônimo disse...
Comentam que a administração que ai está ja conseguiram quebrar a prefeitura - pegaram a cidade bem saneada e para ganhar as eleições deram 10% de aumento e prometeram cestas básicas etc a todos os funcionários. Dizem que depois o outro deu mais 11% de aumento, além de aumentar muito o salário dos secretários e encher a prefeitura de CCs. Agora o repasse federal caiu e a despesa ficou lá em cima, ficando complicado para o daiane governar o município, mesmo sendo um excelente administrador, segundo a avaliação do regra tres, senhor Vladão.

2 comentários:

Rodrigo disse...

Essa Foto da Defesa Civil que esta ai no site e de Assai - Pr., que alias funciona muito bem e trabalha muito., Parabens a Paiçandu setiver uma equipe igual a essa ai.

Anônimo disse...

Tem local definido ( fundos da Aqua Gelata e projeto protocolado na Secretaria da Defesa Civil em ctba, porém, entendemos que Paiçandu tem que lutar primeiro para ser comarca e ter uma unidade do Bombeiro por conta do próprio estado, com todo que tem direito e isso, sem sair comarca não é aceito pelo Estado. O custo de uma guarnição por conta do município extrapolaria as despesas com pessoal. N/ao é questão de falta de recursos, é questão de viabilidade ténicas contábeis, coisa que deve estar em sintonia com a Lei de Responsabilidade Fiscal.