13 de maio de 2010

O sonho

(Atenção:  post sem relação com assuntos de Paiçandu, apenas divagações)

Cá pra nós... mas quem viu o horário eleitoral hoje à noite? Acho que não precisava daquilo. Ao invés de mostrar as conquistas do governo ficaram falando bem da candidata, o tempo todo,  isso vai dar bode... E quando ela foi falar, tascou logo de cara: " Eu tenho um sonho...". 

Quem teve o sonho primeiro foi  Martin Luther King, Jr. em 28 de Agosto de 1963 num dos discursos mais marcantes da história, onde a frase foi permanentemente repetida no meio do discurso "I have a Dream" (Eu tenho um sonho), mas também outra frase bem destacada pelo líder negro foi  - That Liberty Ring (Que a Liberdade ressoe)...então,  eu na minha modesta opinião acho que erraram a mão na tentativa de associação, apesar de Lula ter a comparado outro líder negro: Nelson Mandela. Mas as duas situações sugerem liberdade. Ora, a Dilma vai nos libertar do que?  Ela não seria a continuação? A verdade é que estão tentando recriar a criatura, já que ela não é unânime entre os brasileiros. E o concorrente Serra , menos ainda, considerado muito sem sal, o legítimo picolé de chuchu. 

Acredito que se a Marina Silva, souber cativar,  esta eleição terá definições imprevisíveis...

3 comentários:

Blog do Silveira disse...

Também assisti, e acho que são merecedores de mais uma multa por antecipação de campanha.
Sou suspeito para falar, pois defendo outro candidato, mas se bem trabalhada, a Marina vai dar calafrios na campanha de Serra e Dilma.

julio cesar disse...

Caro Ricardi, somente como divagações, a Liberdade tem vários significados e alcances. A sociedade brasileiro, principalmente no sul é sabidamente conservadora e uma volta ao passado não muito distante é uma ameaça bem real. Sabemos que antes de Lula o Estado administrava pensando exclusivamente no "mercado" era o neoliberalismo em sua excencia, e todos sabemos os malefícios do liberalismo na historia. Com o Lula o Estado passou a administrar com o olho voltado para a população mais pobre, o que, a meu ver, foi a salvação do Brasil nessa crise, pois se criou um mercado consumidor de mais de 30 milhoes de pessoas que sairam da pobreza (esses são dados estatísticos, não mera elocubrações). Podemos dizer tambem que a eleição de Dilma poderia nos libertar de vez dos políticos que, ao contrário de Maluf, vendem a mãe e a entregam. Sabemos de todas as ações do grupo Serra para destruir políticos adversários (lembre-se do caso Roseana). Enfim já me alonguei bastante, mas, para completar, todos os programas políticos, nesse ano, tem um único objetivo, fixar o nome de seu candidato e não tecer loas ao próprio partido e, nesse caso, entendo que o programa do PT foi excelente, mostrou uma candidata que poucos conhecem. Me parece que as próximas pesquisas eleitorais vão poder responder a essas duvidas.

Anônimo disse...

A MARINA SILVA NEM DEU CONTA DA PASTA DE MIN. DO MEIO AMBIENTE, PQ OS MATADORES QUE DOMINAM A AMAZÔNIA SÃO MAIS FORTES.
A FISCALIZAÇÃO FINGE QUE TRABALHA E O DESMATAMENTO AMPLIA CADA VEZ MAIS SEU TERRITÓRIO.