13 de fevereiro de 2010

Novo, velho problema


O Diário mostra em reportagem, a realidade dos  moradores do lixão de Paiçandu.  Aqui

Segundo o secretário, a prefeitura não tem condições de construir um novo aterro, e que a área do lixão já foi isolada, mas que as pessoas que lá estão,  invadem  o localAqui

4 comentários:

valdir disse...

Ao CONSTRUIR O NOVO ATERRO SANITÁRIO O MUNICIPIO TEM QUE DAR TOTAL APOIO AOS COLETADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS PARA QUE A QUANTIDADE DE RESIDUOS JOGADO SEJA CADA VEZ MENOR E APROVEITANDO OS RECICLVEIS PODERIA COMPRAR UMA MAQUINA DE TRITURAR RESTOS DE CONTRUÇÕES E FAZER BLOCO PARA COLOCAR NAS RUAS DOS BAIRROS ONDE NÃO HÁ ASFALTO

Anônimo disse...

Ahh gente, aqui em Paicandu e sempre a mesma desculpa: A prefeitura nao tem, a prefeitura nao pode, a prefeitura nao consegue! Poxa vida que SACANAGEM heimm... cade os vereadores??? cade os secretários?? gente vamo trabalha! Parece que so recebem os salarios e boa! Ta dificil td dia tem noticia de Paicandu nos jornais e tv. Poder publico nao toma providencias!! Ta dificil heimmm

Anônimo disse...

To vendo que a área foi isolada... se fosse nao teria gente la ainda.. Falta Gestao nessa cidade. Este ano de eleicao pensem bem em quem vao apoiar e votar. Vejam as coisas que acontecem em Paicandu. Sera que as pessoas q estamos elegendo estao realmente querendo fazer algo de bom pra cidade??? ta parecendo que NAO!

Anônimo disse...

Não é á tôa que Paiçandu é o 2° lugar no Paraná na infestação do mosquito da dengue. Bem que esse mosquito podia picar os politicos que não fazem nada pela cidade.