7 de janeiro de 2010

Folia de Reis - encerramento

Colaboração: Leandro da Silva Oliveira

"Na nossa cidade existem dois grupos de Folia de Reis que mantém viva a tradição. 
Ontem, no dia da festa, acompanhei a Companhia Unidos Pela Paz, pelo embaixador da bandeira e festeiro Aparecido Clarismundo De Oliveira. A companhia existe a mais de 16 anos em nossa cidade contando hoje com 18 integrantes. 
A saída do grupo foi na madrugada do dia 24 para 25 (noite de natal) e percorreram os bairros de Paiçandu, passando por Maringá, São Domingos, Floresta, Iguatemi e por uma vila rural. E ontem dia 06 de Janeiro dia dos Santos Reis Magos, eles encerraram a peregrinação com uma festa na casa do embaixador da bandeira. Por lá houve as músicas típicas de Reisado, a tradição da chegada, o anúncio dos fogos, a reza do Santo Terço ao Meio Dia diante do presépio, seguido com uma confraternização em um almoço dos que participaram juntamente com as famílias que abriram as portas durante a caminhada da folia de reis. 
Após o encerramento de mais um ano de folia, os foliões se cumprimentavam, uns com outros , felizes por fazer em mais um ano a tradição acontecer. E que essa tradição continue viva, passando por geração a geração. Pois é uma cultura folclórica popular."

O Presépio na hora do Santo Terço - Encerram as atividades dos foliões, após dias de peregrinação.


A cultura folclórica do Santo Reis, o colorido ganha destaque e seus personagens.


 A Companhia de Folia de Reis do Jardim Capital "Unidos Pela Paz" - tendo o embaixador e o festeiro Aparecido Clarismundo de Oliveira (o primeiro na ponta, do lado direito da foto).

3 comentários:

hilda disse...

acho muito importante manter essas tradiçoes isso e cultura parabens

Leidy Anne disse...

Que coisa mais maravilhosa gente,isso me lembra minha alegre e rica infância!!Apesar de não ser católica,eu gosto muito desta religião,e cultuo todos os santos também.Ter a oportunidade de lembrar o nascimento de Cristo é uma dádiva,e prestigiar a Folia de Reis é uma tradição que nunca pode se acabar por mais que os anos se passem.Quando era pequena eu morria de medo dos palhaços,mas quando cresci e aprendi o valor da fé,reconheço o quão importante é o dia 06/01.Perfeito..

Anônimo disse...

Nota-se pelos trajes e pelas fisionomias que são pessoas simples e que mantem viva a tradição, apens por causa da fé.
parabéns a estas pessoas.