18 de março de 2010

AVENIDA CURITIBA: DRAMALHÃO MEXICANO

Os problemas existentes na Avenida Curitiba, já discutidos à exaustão e noticiados em rede estadual, devem continuar por um bom tempo. Isso a contar pelo resultado da reunião de ontem, com o prefeito Vladimir da Silva, vereadores, representantes da Acip, Igreja, moradores, Conselho Municipal de Segurança, assessores e Polícias Militar e Civil.

Enquanto à população clamava por leis e regulamentação das mesmas, pensando exatamente na segurança de quem aqui reside, incluindo quem freqüenta a avenida, alguns de nossos representantes, eleitos para trabalhar em prol de nossa comunidade, se esquivaram, argumentando que outros conflitos surgirão, com a transferência do problema para outros locais. 

Olha só os questionamentos de alguns representantes eleitos por nós: "aonde vamos levar nossos jovens? O que vamos oferecer de lazer a eles? O que vai acontecer com os comerciantes? As medidas serão para a cidade toda? Se eu quiser tomar minha cervejnha na rua eu posso?" 

Convenhamos senhores, a quem está posto para elaborar, sancionar, executar e fiscalizar as leis não é a população. Se nossos jovens não têm lazer, cabe ao município trabalhar para tal e tomar as medidas cabíveis, se novos problemas surgirem.

Com toda certeza, temos uma Constituição Federal que nos garante, quanto ao direito de ir e vir. Mas, fazer apologia ao uso de álcool, de drogas, ao desvio de conduta e ficar na rua até de madrugada, sinceramente não é a melhor solução.

Por favor, me informem onde está implícito o lazer para quem bebe em demasia, faz arruaça, perturba o sossego e a ordem, impedindo que os outros transitem pelas calçadas, que são públicas. Não é uma forma muito barata de diversão, que nada edifica? Os filhos de quem ficam até tarde nesses locais?

O sargento Filipe, do destacamento de Polícia Militar, que tem competência técnica para falar de segurança e trânsito, sugeriu algumas medidas. Entre elas, que seja proibido o estacionamento na avenida Curitiba, aos finais de semana e também a regulamentação do uso das calçadas. A primeira, muito simples. Simples mesmo. Basta um decreto municipal, mas o prefeito disse que tem que ouvir vereadores, comerciantes... A outra, precisamos de uma lei e regulamentação. Por isso, temos uma Casa de Leis, na cidade.

Esse dramalhão não tem tempo certo de acabar, como as novelas globais. Muuuuitos capítulos pela frente.



15 comentários:

Anônimo disse...

Na verdade, prefeito e vereadores estão totalemente comprometidos com os comerciantes de Paiçandu, infelizmente a parcialidade reina nesta cidade. Creio que a polícia (que tem um baixíssimo efetivo, diga-se de passagem) deve usar o poder coercitivo que o Estado lhe concede, já que nossa vereância é totalmente ineficaz em criar, ou ao menos, copiar leis orgânicas de outros municípios.


Douglas Hernandes

Leandro da Silva Oliveira disse...

Ótima matéria pela jornalista e Educadora Nadir Alves. De fato é lamentável que nossos políticos a quem confiamos o seu voto esquivam se de suas responsabilidades, fazendo tais questões, sendo que a boa vontade e o exercício pleno de suas funções e dão o direito de legislar por este município, para o bem comum e seu crescimento. E acontece ao contrário. Pois bem, o direito de se divertir todos tem... cabe a cada jovem ter a Prudência e saber respeitar o espaço do seu próximo. Triste é saber que a circulação de drogas e a bebida alcoólica e a falta de respeito ao próximo dominem mais e conseqüentemente ocasionando a violência, a falta se sossego e a paz.Como disse bem a reportagem, isso levará capítulos para se chegarem ao consenso... o triste que até lá a violência continua, a bagunça e a baderna, e quem paga a conta somos nós cidadãos de bem.

Anônimo disse...

A Maria Rita bem que poderia tomar frente desta questão e conseguir amenizar o problema da segurança em nossa cidade. Ela comenta que o Vladão está perdido, ela estando no mesmo barco deveria assumir.

Nil disse...

Muito bem ,cara colega Nadir, concordo com você em tudo. Só sabe dos problemas da perturbação do sossego alheio quem convive com ele todos os finais de semana, mas parece que a preocupação maior dos nossos caros representantes legais resume-se em pensar o que vão fazer com esses JOVENS, baderneiros, adeptos de bebedeiras, perturbadores,barulhentos, e também com os "pobres" comerciantes que vão perder de ganhar o dinheiro para o sustento do lar. Enquanto isso, as famílias de bem, que pagam impostos corretamente, que trabalham dignamente , que precisam acordar cedo para cumprir a jornada de trabalho, ficará ainda a mercê de leis que , talvez nunca saia do papel e que nunca se cumpra. E Realmente parece que as esperanças murcharam de vez, pois os valores étnicos e morais estão mudando de rumo.

Anônimo disse...

Lamentavél essa discussão sobre esses pontos de encontro da juventude, pois querendo ou não divergem varios pontos de vista, que querendo ou não continuaram na mesma, pois como sempre a policia vai fazer a parte dela fazendo algumas batidas como sempre, mas não frequentemente, pois o tempo passa e novos jovens vem, e novas autoridades, na minha opinião o que poderia ser feito isso com a união do comunidade era se preparar com as lideranças politicas um novo ponto de encontro entre os jovens, pq hj não só jovens estão a merce dos perigos das drogas e violencia, hj se ve tbém adolecentes, crianças, homoxessuais todos procurando uma maneira de esquecer como é dura a vida. Entendo q isso possa ser fruto de uma má educação familiar, pois muitos pais não tem estrutura para educar seus filhos abrindo as portas rua, para q possam se livrar do problema, se fazendo de cegos. As autoridades religiosas que muitas veses citadas nesse blog em comentarios tem tentado fazer a sua parte, mas sem uma união dos seus participantes e pessoas de frente não podem fazer nada a se julgar q os padres são todos novos, pois após o padre Angelo, todos padre q chegaram pelo menos a paróquia do centro são todos novos de ordenação. Cabe a comunidade comercial que ama a cidade, pessoas q querem fazer daqui um lugar melhor, começarem a investir em lugares que sejam descentes para se ser freguentados, assim poderemos construir uma cidade melhor.

Anônimo disse...

É Lamentavel, só quem mora ali para saber, muitas pessoas de idade, querendo sossego, tranquilidade, mas o que acontece não dá nem p/ descrever. Agora perguntas feitas por pessoas que poderiam mudar ser: "Onde vamos levar nossos jovens?", "o que vamos oferecer de lazer a eles?" sinceramente, ngm está indo a lugar algum e lazer passa longe de ser essa bagunça.!

Anônimo disse...

PORQUE NÃO PERGUNTARAM AO DR. VIEIRA O QUE FAZER SENDO QUE O HOMEM É QUE SABE TUDO EM PAIÇANDU E RESOLVE TUDO.

paulo disse...

acho' que o prefeito vladão ta precisando de umas aulas de como ser um prefeito bom com o prefeito silvio barros de maringa.ele lança uma lei e bota pra valer.o vladão ta na prefeitura so pra ganhar o salario gordo dele.ele mal administra até o mercado dele.

Anônimo disse...

A lei garante o direito de ir e vir ou estar, quanto a balburdia seria de bom senso a policia fecha a avenida e revistar todo mundo, faça isso duas vezes por mês que muda

Anônimo disse...

OS INCOMODADOS QUE SE MUDE.

É SÓ NÃO IR LA, MORAR LA, ETC.

Anônimo disse...

Esse anônimo das 09:36 é bem sem noção mesmo, temos que ver que,calçadão é para se transitar, os moradores do jardim Capital e outros são obrigados passar pela rua correndo risco de serem atropelados, fora a bagunça, cadê as providencias do sr. prefeito juntamente com os senhores vereadores? Esse investimento foi feito para favorecer o municipio ou para favorecer alguns comerciantes?

Anônimo disse...

ao idiota das 09:36.
o tonto, vc que vem bagunça aqui vai ser o proximo a receber uma bala encontrada, nem perdida não é!!!
tonto!!!!

Anônimo disse...

a tá valentão quantos voce ja matou.
fiquei com meda da pistoleira.

nesse fim de semana foi massa em colorado. mas quando acabar o rodeio lá, vai ter sonzeira na avenida ai. e vou ai também.
bebe cair levantar.

Anônimo disse...

a tá valentão quantos voce ja matou.
fiquei com meda da pistoleira.

nesse fim de semana foi massa em colorado. mas quando acabar o rodeio lá, vai ter sonzeira na avenida ai. e vou ai também.
bebe cair levantar.

Anônimo disse...

AO TONTO DAS 21:38:
É MESMO ERA RODEIO EM COLORADO, BEM QUE EU VI VC LÁ ERA O MAIOR TORÃO DA FESTA...